Gostaria de parabenizar o Hospital Português da Bahia, nas figuras de seu Presidente, Armindo Carvalho; e de seu Superintendente, Dr. Vicente de Araújo dos Santos, pela comemoração de 150 anos de história. Temos conhecimento e compartilhamos das inúmeras realizações da instituição, que vem se tornando, ao longo dos anos, uma referência no segmento da saúde em Salvador e na região Nordeste do País. Aproveito para congratular, também, todos os profissionais do Hospital que, juntos, estão sempre comprometidos na prestação de excelentes serviços médicos e hospitalares. Faço dos meus votos os mesmos de toda a equipe do Hospital Samaritano de São Paulo. (José Antônio de Lima, Superintendente Corporativo do Hospital Samaritano de São Paulo e Presidente da Associação Nacional dos Hospitais Privados - ANAHP) José Antônio de Lima, Superintendente Corporativo do Hospital Samaritano de São Paulo e Presidente da Associação Nacional dos Hospitais Privados - ANAHP
Comemorar 150 anos de existência é um feito que poucas entidades tiveram ou terão o privilégio de alcançar. Apenas aquelas que trilharam o caminho da sabedoria é que podem se vangloriar disso. Nós, do Hospital e Maternidade Brasil, queremos parabenizar a toda comunidade (colaboradores, corpo clínico e fornecedores) do Hospital Português da Bahia pelo 150º aniversário, motivo que deve enchê-los de orgulho. A todos, os nossos mais sinceros votos que muitos outros anos possam ser comemorados. (Nilton Angelo Lorandi, Superintendente do Hospital e Maternidade Brasil, Santo André - SP) Nilton Angelo Lorandi, Superintendente do Hospital e Maternidade Brasil, Santo André - SP
Muito pouca instituição hospitalar tem orgulho de mencionar que possui tradição, 150 anos de história e ainda permanece jovem. Esta juventude transparece na força de sua qualidade, na preocupação de fazer correto e na busca constante da modernidade. Observamos isto nos diversos centros de excelência tais como oncologia, transplante renal, diabetes, cirurgias digestivas entre outros. Seu corpo clínico aberto que adota protocolo baseado em evidências clínicas é mais um exemplo. Nós, do Hospital Vivalle, de São José dos Campos, também membro da ANAHP parabenizamos e sentimos orgulho de sermos seus parceiros. (Dr. Paulo Maurício Chagas Bruno, Superintendente Hospital Vivalle, São José dos Campos - SP) Dr. Paulo Maurício Chagas Bruno, Superintendente Hospital Vivalle, São José dos Campos - SP
Sou testemunha do trabalho desenvolvido pelo Hospital Português da Bahia, seja através de amigos, familiares ou colegas médicos as referências que tenho sobre este trabalho são as melhores possíveis. A existência de uma instituição de saúde desse porte e prestando serviços com esta qualidade é exceção em nosso país onde raramente uma empresa sobrevive por 150 anos. É um exemplo vivo a ser seguido pelos hospitais do Brasil. (Henrique Salvador, Vice-Presidente da ANAHP e Diretor do Hospital Mater Dei, Belo Horizonte - MG) Henrique Salvador, Vice-Presidente da ANAHP e Diretor do Hospital Mater Dei, Belo Horizonte - MG
150 anos de História. Trajetória que o Hospital Português escreveu com brilhantismo, dedicação, seriedade e extrema competência. Sentimo-nos honrados em participar deste momento tão especial. Parabéns aos profissionais médicos e colaboradores por esta conquista. (Associação Hospitalar Moinhos de Vento, Porto Alegre - RS) Associação Hospitalar Moinhos de Vento, Porto Alegre - RS
É com imensa satisfação que nós, da diretoria do Hospital Monte Sinai, nos unimos à comemoração dos 150 anos do Hospital Português da Bahia, uma instituição séria, de qualidade e nossa parceira na ANAHP. Ver chegar a uma data tão importante o primeiro hospital a conquistar a Acreditação Hospitalar na região Norte/Nordeste é motivo de alegria para nós, e reforça o compromisso assumido pela instituição com a excelência e a qualidade dos serviços oferecidos, desde sua fundação. Parabéns. (Helidéa Oliveira Lima, Diretora-adjunta de Qualidade do Hospital Monte Sinai, Juiz de Fora - MG) Helidéa Oliveira Lima, Diretora-adjunta de Qualidade do Hospital Monte Sinai, Juiz de Fora - MG
O Hospital Português da Bahia, entidade filantrópica de grande porte com 150 anos de existência, tem todos os motivos para comemorar essa data. Exercendo a filantropia de forma responsável e respeitosa tornou-se com certeza um dos mais completos e importantes hospitais não só da Bahia, não só do Norte-Nordeste, mas também do Brasil. Atuando em áreas que vão desde a prevenção quanto a Medicina de Alta Complexidade tem sido permanente sua preocupação com a pesquisa clínica assim com a contribuição para avanços na área médica. Um exemplo bastaria para confirmar a dimensão da importância da instituição: mais de 300 transplantes renais já realizados. O Hospital Pró-Cardíaco, próximo a completar 50 anos de existência, tem o prazer de parabenizar o Hospital Português da Bahia nessa festa mais que merecida. (Hospital Pró-Cardíaco, Rio de Janeiro - RJ) Hospital Pró-Cardíaco, Rio de Janeiro - RJ
O Hospital Português da Bahia está de parabéns pelos 150 anos de história. Na data data de sua fundacão, 1° de janeiro de 1857, o Brasil monarquista ainda praticava a escravatura. Na Europa, o Imperio Austro-Hungaro dominava boa parte da região. Durante sua existência ocorreram fatos importantes em todo o mundo, como as duas Guerras Mundiais, a Revolução Russa com a implantação do primeiro regime comunista no mundo, a construção da Cortina de Ferro fendendo a Europa de norte a sul e outros conflitos que alteraram a face do mundo. Coisas mais produtivas também aconteceram como o advento da telefonia, dos veículos automotores, da navegação aérea, das viagens espaciais e da internet. A tudo isto, o Hospital Português da Bahia testemunhou ao mesmo tempo em que atualizava constantemente sua própria história de enorme tradição. E, com isto, não só contribuiu para gerações e mais gerações, como ocupou e continua ocupando um papel de destaque na Saúde do Brasil. (Adriano Londres, Clínica São Vicente, Rio de Janeiro - RJ) Adriano Londres, Clínica São Vicente, Rio de Janeiro - RJ
Os 150 anos de história do Hospital Português da Bahia são marcados pela dedicação ao ser humano, por meio de cuidados com a saúde dos menos favorecidos na região Nordeste do Brasil. (Dr. Maurício Ceschin, Superintendente Corporativo do Hospital Sírio-Libanês, São Paulo - SP) Dr. Maurício Ceschin, Superintendente Corporativo do Hospital Sírio-Libanês, São Paulo - SP
O Hospital Português é um exemplo de eficiência e pioneirismo em tecnologia na área de saúde. A TrakHealth se orgulha bastante em ter realizado junto à instituição a implementação do Prontuário Eletrônico do Paciente, um avanço na área hospitalar. Referência mundial hoje, o Hospital Português foi o primeiro a ter um sistema integrado de gestão implantado na região Norte e Nordeste do País, conquistando ganhos expressivos na qualidade de atendimento e na gestão da atividade. É o primeiro hospital do Brasil com aderência de 100% do corpo clínico quando o assunto é inovação tecnológica. A sinergia alcançada entre médicos e enfermeiros merece destaque. Parabéns pelos 150 anos de existência, e que a inovação tecnológica sempre faça parte dessa instituição que tem o pioneirismo como uma de suas premissas. (Fernando Vogt, country manager da TrakHealth do Brasil.) Fernando Vogt, country manager da TrakHealth do Brasil.
O Hospital Português da Bahia, seguindo a tradição de fibra e trabalho de nossos antepassados lusitanos, está sempre na ponta do desenvolvimento médico hospitalar em nosso país. Fernando Pessoa, o grande poeta português, dizia que "o valor das coisas não está no tempo em que duram, mas na intensidade com que acontecem" e assim é com esta magnífica Instituição; apesar de estar completando 150 de serviços ao povo baiano, distingue-se pela sua modernidade a qualquer tempo, abrigando desde sempre as melhores tecnologias médicas, corpo clínico e técnico altamente motivado e treinado e buscando sempre as boas práticas de gestão. Além de ser pioneiro em vários momentos da vida científica da Bahia, mostra-se hoje como hospital de destaque nacional e também como verdadeiro herdeiro de Egas Moniz, o único médico de língua portuguesa ganhador do prêmio Nobel da Medicina. Parabéns querida Bahia que de tão abençoada, além de todos os bens, tem também o jovem sesquisecular Hospital Português! (Francisco Balestrin, Diretor Geral dos Hospitais VITA Curitiba - PR e VITA Volta Redonda - RJ) Francisco Balestrin, Diretor Geral dos Hospitais VITA Curitiba - PR e VITA Volta Redonda - RJ
Completar 150 anos é participar da história do Brasil, que se faz progresso em saúde a cada dia. Que esta casa seja profusamente abençoada. Que seus passos possam ser medidos pelo numero de mãos que se fazem doação no serviço ao doente e necessitado de atenção. (Ir. Lia Gregorine, Hospital Santa Catarina, São Paulo - SP) Ir. Lia Gregorine, Hospital Santa Catarina, São Paulo - SP
É com grande satisfação que cumprimentamos o Hospital Português da Bahia pelos cento e cinqüenta anos de relevantes serviços à comunidade baiana na área da saúde. Certamente a comemoração é resultado da qualidade, seriedade e competência do trabalho realizado pela instituição. Rogamos à Mãe de Deus suas bênçãos sobre toda a equipe de profissionais do Hospital Português da Bahia e que esse aniversário seja repleto de brilho e de sucesso. Porto Alegre (Presidência e Diretoria do Hospital Mãe de Deus, Porto Alegre - RS) Presidência e Diretoria do Hospital Mãe de Deus, Porto Alegre - RS
Nos 150 anos do Hospital Português, desejo parabenizar pela renovação dos seus serviços com novas instalações. A reforma física do prédio é acompanhada da renovação das suas clínicas, com a excelência do atendimento. Sinto a modernização em tudo. Recentemente, minha muler, Solange, foi mutio bem atendida em uma intervenção cirúrgica e pude constatar como o hospital se renovou. Há uma ligação muito forte entre o hospital e a comunidade baiana. Em quase toda família, há um filho que nasceu no HP ou um membro que foi nele operado ou atendido. A tradição conta a história desse relacionamento. Parabéns à atual diretoria pelas comemorações e pelas reformas. Um abraço especial para o presidente Armindo Carvalho e Adélia. (Edvaldo M. Boaventura, professor universitário e diretor geral do Jornal A Tarde) Edvaldo M. Boaventura, professor universitário e diretor geral do Jornal A Tarde
Damos graças por estes 150 anos devotados a esta terra.Vamos pedir que continue essa dedicação, praticando sempre o bem. Que assim possa continuar o Hospital Português da Bahia, sendo um marco na nossa terra, e que tenha muitos e muitos anos de vida, 150 anos multiplicados. (Dom Geraldo Magella, Arcebispo de Salvador e Primaz do Brasil) Dom Geraldo Magella, Arcebispo de Salvador e Primaz do Brasil
Neste mês e ano em que se comemoram os 150 anos do Hospital Português, me enseja dizer que sempre que me encontro nas dependências desse hospital, ou mesmo quando qualquer fato o faz vir à minha lembrança, sinto-me "em casa". Talvez, o principal motivo para que isso ocorra seja o fato de que foi aí que eu nasci em julho de 1954. Porém, existem outros motivos mais recentes, ligados à emoção, como o fato de ter sido nessa "casa" em que vivi os momentos mais felizes da minha vida, quando do nascimento dos meus amados filhos (Vinicius e Camila), bem como o nascimento de todos os meus queridos sobrinhos (Thiago, Fernanda, Matheus, Cecília, Moizés e Laura), tendo vivido também nessa "casa" momentos de aflição, tristeza e dor, sendo o mais recente ligado ao falecimento da minha querida mãe (Leonor). Como o momento é de comemorar, quero parabenizar aqueles que colaboraram e colaboram para que o Hospital Português seja o ícone que é hoje (dentre eles o meu pai Celestino Santos e meu irmão Fernando Guilherme), desejando a todos sucesso nos empreendimentos futuros e agradecendo por tudo que fizeram por tantas pessoas nesses 150 anos, e principalmente pelo apoio e dedicação prestados à minha família nos momentos difíceis, prova de que apesar de todo crescimento e tecnologias avançadas, hoje tão necessárias, as pessoas que constroem o dia a dia desse hospital não perderam os sentimentos de fraternidade e amor ao próximo, que já norteavam aqueles que se reuniram para fundá-lo em 01.01.1857 (Gloria Maria Correia Santos Gonçalves, comerciária e associada do Hospital Português) Gloria Maria Correia Santos Gonçalves, comerciária e associada do Hospital Português
Como cidadão, ex-prefeito da cidade e ex-parlamentar, digo que o Hospital português é um exemplo não só a ser admirado, como a ser seguido. Ele é extraordinário pelo seu papel de assistência à saúde, em todos os níveis. Como filho de portugueses, há também um ponto que gostaria de destacar: a preocupação com a família. O meu pai teve muitos problemas de saúde na etapa final da sua vida e, quando ele faleceu, escrevi pessoalmente uma carta Para agradecer tudo o que fizeram. Na época, se não fosse o Hospital Português, nós teríamos sofrido muito. O que fizeram, não foi por mim ou pelo que eu era, mas pelo português que ali estava, assim como é feito em relação aos serviços de assistência às pessoas mais pobres. O Hospital Português é uma Instituição que, por um lado, é preocupada com a questão da saúde em todos os níveis, e por outro, se preocupa com a questão humana, com o social, com as carências. O Hospital Português é uma Instituição que todos reverenciam na Bahia, ela tem o reconhecimento público. (Manuel Castro, Corregedor Geral do Tribunal de Contas da Bahia) Manuel Castro, Corregedor Geral do Tribunal de Contas da Bahia
O Hospital Português sempre foi para os soteropolitanos e moradores de Salvador uma obra da maior importância, do ponto de vista social e da assistência médica. Mas, hoje, já ultrapassa isso. É a Bahia que precisa do Hospital, onde pessoas de todo o Estado são atendidas e de todo o Nordeste também. Enquanto muitas instituições filantrópicas estão decadentes, o Hospital Português tem dado um exemplo de vitalidade, de organização e de crescimento. A gente percebe isso nas obras de ampliação, na modernização do hospital, o que é um atestado eloqüente de que as coisas aqui são feitas com seriedade, o dinheiro aqui é aplicado efetivamente em benefício da própria Instituição. Muitas instituições não têm a direção que teve o Hospital Português durante toda sua vida, de modo que eu quero louvar aos portugueses, nossos vizinhos, por terem criado essa Instituição e, agraciado como vereador dessa cidade, como médico, dou meu testemunho da seriedade desse hospital, e só posso dizer: viva Portugal, viva o Hospital Português e viva a Bahia! (Silvoney Sales, Vereador e Presidente da Comissão de Saúde, Previdência Social e Seguridade da Câmara Municipal de Salvador) Silvoney Sales, Vereador e Presidente da Comissão de Saúde, Previdência Social e Seguridade da Câmara Municipal de Salvador
Esta Instituição mantém um sentido de pertencer à nacionalidade portuguesa. O fato de o Hospital ser uma Instituição de solidariedade, revela uma maneira de estar muito própria dos portugueses. É, sem dúvida, uma Instituição de que muito nos orgulhamos. (Simeão Pinto de Mesquita, Chefe de Gabinete do Secretário de Estado das Comunidades Portuguesas) Simeão Pinto de Mesquita, Chefe de Gabinete do Secretário de Estado das Comunidades Portuguesas
Recebam meus cumprimentos pela passagem da significativa data, que marca mais de um século de efetivo trabalho em prol da saúde do povo baiano, bem como votos de continuado êxito a frente dessa tradicional Instituição. (José Alencar Gomes da Silva, Vice-presidente da República, via telegrama) José Alencar Gomes da Silva, Vice-presidente da República, via telegrama
Parabenizamos a Real Sociedade Portuguesa de Beneficência Dezesseis de Setembro - Hospital Português da Bahia, pelos 150 anos de fundação. Sem dúvida, ao longo de sua existência, a Real Sociedade Portuguesa consolidou-se como uma das mais estimadas e respeitadas entidades beneficentes da Bahia, razão pela qual associamo-nos às justas e oportunas homenagens que lhe foram prestadas, em Sessão Solene, pela Assembléia Legislativa da Bahia. Mediante votos de permanente sucesso, reiteramos o nosso reconhecimento pelos relevantes serviços dispensados por essa entidade ao povo baiano. (Lídice da Mata, Deputada Estadual, via fax) Lídice da Mata, Deputada Estadual, via fax
Receba o meu afetuoso abraço pelos 150 anos de fundação da Real Sociedade Portuguesa de Beneficência Dezesseis de Setembro que tão belo trabalho tem feito pela Bahia. (Antônio Carlos Magalhães, Senador da Bahia, via telegrama) Antônio Carlos Magalhães, Senador da Bahia, via telegrama
A importância do Hospital Português para a sociedade baiana vem em primeiro lugar da qualidade do serviço que presta. Da qualidade da organização, do desenvolvimento que tem tido o hospital em nível científico, médico, tecnológico. É uma entidade que presta um serviço de excelência à sociedade da Bahia. Nós, de Portugal, temos muito a aprender com essa Instituição, que não recebe subsídios, não é mantida pelo Estado. Ela foi construída e se mantém com a iniciativa de voluntários. O sucesso de uma Instituição como essa, o avanço, é motivo de orgulho para os portugueses. (João Paulo Sabido Costa, Cônsul Geral de Portugal para a Bahia e Sergipe) João Paulo Sabido Costa, Cônsul Geral de Portugal para a Bahia e Sergipe
O Hospital Português tem uma importância exponencial para a comunidade baiana. Como médico, em cinqüenta anos de atividade profissional, venho testemunhando o progresso, o crescimento do Hospital e tenho orgulho de pertencer a essa casa. Hoje é um dia de alegria, de muita gratidão. Quero agradecer aos portugueses, esses pioneiros, desbravadores que nos deram a oportunidade de desfrutar de uma Instituição como essa. (Jorge Cerqueira, presidente do Conselho Regional de Medicina do Estado da Bahia - CREMEB) Jorge Cerqueira, presidente do Conselho Regional de Medicina do Estado da Bahia - CREMEB
Parabenizo o meu querido Hospital Português pelos 150 anos de bem servir. Nasci no Hospital Português, aliás todos da minha família. Meu bisavô José Da Nova Monteiro, nascido em Portugal, participou de várias administrações do Hospital, do Gabinete Português de leitura, da Santa Casa da Misericórdia tendo exercido vários cargos lá inclusive como Mordomo do Cemitério do Campo Santo. Adoro o Hospital e como meu seguro saúde não tem mais convênio com o Hospital, fiz o Cartão Vida Saudável. Amei as queridas Irmãs que tanto carinho nos deram nos momentos difíceis e que nos ajudaram a vencer aqueles momentos assim como vibraram conosco nos diversos nascimentos. Parabéns também à toda a administração do Hospital que estão colocando cada vez mais no auge do desenvolvimento. Obrigado por existir Hospital Português. (Lycia Margarida Bastos da Nova Moreira, professora aposentada da Universidade Federal da Bahia) Lycia Margarida Bastos da Nova Moreira, professora aposentada da Universidade Federal da Bahia
A nossa família será sempre grata ao Hospital Português. Nosso irmão, Dr. IBSEN PIRES DE NOVAES, se formou e cresceu como profissional médico deste Hospital, sempre trabalhando em função do juramento de desempenhar com amor a sua profissão. Adoeceu, sofreu, sofremos junto, e ele sempre recebeu todo o cuidado e carinho de todos os profissionais durante o seu e nosso sofrimento. Sua perda nos é dolorosa até hoje, mas sempre lembramos com carinho e reconhecimento do tratamento que tivemos durante a sua doença e sua morte. Nossa eterna gratidão ao HOSPITAL PORTUGUÊS. (Geovana Novaes, docente aposentada da Universidade Federal da Bahia) Geovana Novaes, docente aposentada da Universidade Federal da Bahia
Parabéns ao Hospital Português pelos seus 150 anos de bons serviços prestados à comunidade baiana. Buscando sempre a excelência nos serviços prestados, a Real Sociedade Portuguesa de Beneficência 16 de Setembro, destaca-se como uma das maiores Instituições Hospitalares do Brasil. Sinto-me orgulhoso e agradecido pelos 12 anos trabalhados nessa maravilhosa Instituição. (Júlio César Magalhães, Contador da Agência Nacional de Saúde Complementar - ANS) Júlio César Magalhães, Contador da Agência Nacional de Saúde Complementar - ANS
Nasci no Hospital Português cercada de muito carinho pois meu avô era cirurgião deste hospital e minha mãe me conta que ele entrou cantando, empurrando um bercinho para comemorar o nascimento da sua primeira neta, aquela que, mal sabia ele, iria trilhar os seus caminhos com muita dedicação e afinco, traços que marcaram sua carreira. Cresci vendo meu avô todo de branco, com uma disposição de leão, dizendo que ia operar no Hospital Português, lugar que para mim era mágico pois de lá saíam minhas irmãs e meus primos! Ao entrar na faculdade, volta o Hospital Português para minha vida com Dr. Silvany me ensinando, às 5hs da manhã, os segedos de uma sabedoria tão maravilhosa. Depois a UTI, durante o internato, com seus ensinamentos fundamentais. Desde que retornei da residência, o Hospital Português tem sido meu hospital favorito! Com o seu empreendorismo, visão e, finalmente com a criação do Centro de Oncologia! (Dra. Clarissa Mathias, coordenadora do Centro de Oncologia do Hospital Português) Dra. Clarissa Mathias, coordenadora do Centro de Oncologia do Hospital Português
Av Princesa Isabel, 914, Barra Avenida, Salvador BA, CEP 40.140-901 - Tel: (71) 3203- 5555